Pesquisar

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Bate bola sobre Mídias Sociais

Gostaria de dividir com vocês algumas informações referente ao meu ponto de vista sobre as Mídias Sociais.


- O nível de produtividade a implantá-la.

As midias sociais é uma forte tendência no mercado. O simples fato de uma empresa trabalhar com um site, já está incluida em midia social.
Quando se trata de mídias sociais em ambientes corporativos, 51% dos executivos temem a redução da produtividade, enquanto 49% alegam que podem afetar a reputação da empresa. No entanto, 81% reconhecem que estas mídias podem melhorar o relacionamento com clientes e a imagem da sua marca, 69% as consideram úteis para o recrutamento, para atender clientes (64%) e para melhorar o clima organizacional (46%).


Para uma empresa iniciar a implantação em redes sociais é necessário planejar. Escolher as pessoas que querem atingir, os objetivos, a estratégia de comunicação e por último escolher a tecnologia. A midia on-line apresenta resposta direta aos anúncios, aumento de mailling, contatos sociais e possibilidade de ampliação de clientes.


Um Levantamento mostrou que “campanhas on-line partindo de blogs ou outras redes sociais podem ter um impacto 500 vezes maior do que se as mesmas partissem dos sites das próprias empresas”.

As Midias sociais em empresas tornam-se favoráveis para complementar também a busca por candidatos. Uma vez que as pessoas se cadastram em sites de relacionamento social (seja blogs, orkut, facebook, Linkedin, etc.) ficam visivel para qualqurer pessoa ter acesso ao seu perfil, inclusive as empresas. A produtividade para trabalhar com midias sociais pode ser em diversos casos muito positivo, para valorizar ainda mais a escolha ao contratar um candidato e apresentar aos recrutadores um perfil verdadeiro dos candidatos, complementando a escolha.


- O departamento de recursos humanos passou a recrutar por esses meios?
Estamos assistindo o crescimento da Web 2.0, onde verificamos a intensa utilização de mídia social e redes sociais. Os profissionais de RH e principalmente os que trabalham como assessores ou consultores estão em frente a benefícios muito mais completo do que possa parecer. Em um programa estatístico de cadastramento de candidatos, muitas vezes pode não apresentar as informações completas dos perfis dos candidatos. Uma forma para complementar o filtro de seleção é buscar mais informações em redes sociais. Alguns candidatos já adquirem em seu curriculo o endereço de um Blog, por exemplo, isso pode ser muito positivo se o candidato focar as publicações voltadas em como ele quer ser visto pelo mercado. Por se tratar de uma página pessoal, a pessoa pode expressar nela tudo o pensa em relação a variados assuntos. Assim, avaliar o blog de um candidato significa entrar em contato com diversas característiscas.

Algumas empresas já adquirem a busca de candidatos 100% em midias sociais. Eu mesma já tiove a oportunidade para uma entrevista através do Linked In. Cria-se uma rede de relacionamentos profissionais em que as vagas são expostas, os próprios candidatos ou empresas entram em contato para agendar uma entrevista direta, caso tenham interesses. Acredito que seja uma tendência cada vez maior nas empresas.


- Brasil x Estados Unidos nas Mídias Sociais.
As midias sociais cresce a cada ano, no Brasil mais de 75% das pessoas já utilizam perfil em midias sociais, enquanto nos EUA 43%.
Nos EUA, 23% das empresas já utilizam midias sociais como ferramenta de recrutamento e 30% das midias sociais já são parte da estratégia do negócio e da operação.
No Brasil a rede mais popular é o Orkut, mais de 20 milhões de usuários.

Ainda pouco popular do Brasil, o Facebook é o mais utilizado mundialmente com aproximadamente 34% dos usuários.
Depois estão o My Space com mais de 28%, You Tube com mais de 9% e Twitter com aproximadamente 2%.Uma tendência para 2010, é que as redes sociais perderão espaço para os blogs como sendo novo canal de mídia, depois midias móveis e por último mídias sociais.


Espero ter contribuido.

Eliane Zaparoli

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

O jeito atual e rápido para obter informações




Você já deve ter visto em vários sites e blogs um selinho laranja com as siglas RSS ou XML, também chamados de "Feeds". Não precisa se assustar ao clicar em cima desse símbolo, a página incompreensível que abre instantaneamente são códigos XML, para computadores entenderem, não para as pessoas.


Os RSS são utilizados gratuitamente, de uma maneira simples e prática para você receber as informações de fontes digitais de sua preferência diretamente no seu computador.



Vantagens:

- A informação chega imediatamente até você.

- É gratuito e automático.

- Não precisa visitar vários sites para chegar até a notícia.

- Você se atualiza de uma maneira rápida e prática.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Empresas lucram com o "Grátis"


Realizando um trabalho para a pós-graduação, abordei um tema que me despertou interesse: a quebra do paradoxo de "Grátis". As empresas estão ganhando muito dinheiro sem cobrar nada pelo seu serviço, por exemplo a bilionária Google.

Hoje podemos realizar trabalhos através de um notebook conectado na internet de um café que disponibiliza acesso à rede e trabalhar pelo Google Docs gratuito e ainda acessar o seu blog. Sem se preocupar em gastar 1 real.

A Web atual, é o maior repositório de conhecimento, experiência e expressão humana que o mundo já viu, além de ser uma prateleira de serviços gratuitos.

Hoje trabalhamos com as ferramentas do Google sem pagar nada por isso, utilizamos o facebook como site de relacionamento, postamos nossos currículos on-line e fazemos network através do LinkedIn e ainda podemos pesquisar no Wikipédia diversos assuntos, sem custo algum.

Há alguns anos atrás, quando falávamos em "grátis", as pessoas já preparavam a carteira, suspeitando de algum artifício.

Já nos críticos mais jovens, quando falamos em "grátis" a reação é diferente, eles dizem "E...?" Essa geração, na qual eu faço parte, cresceram na era digital, on-line presumindo que tudo nesse meio é grátis.

Podemos conectar com o livro: A Cauda Longa, de Chris Anderson que fala sobre o efeito causado no mercado quando se dá poder para qualquer pessoa produzir conteúdo através de ferramentas gratuitas poderosíssimas, muitas vezes melhores que produtos caros destinados à grandes produtoras. Muito interessante para entender o impacto nos negócios causado pelas novas tecnologias, como os sites Web 2.0, as comunidades e os novos dispositivos.

sábado, 26 de setembro de 2009

Microsoft Office Labs 2019 Vision.

video

Dá para acreditar que toda essa tecnologia já existe?
Esse vídeo mostra a realidade, claro que ainda não chegou no Brasil, mas nos Estados Unidos, pessoas já trabalham com a tecnologia desenvolvida pela Microsoft.
Você já pensou em como seria excelente o papel eletrônico? Ter o poder de ler o jornal em tempo real, depois transformá-lo em documento de trabalho e ainda poder importar e exportar artigos e imagens. Poxa, é com certeza uma grande inovação.
Acredita-se que em 2019 essas tecnologias já serão utilizadas pelo mundo todo.
Vamos aguardar ansiosamente.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Enfrente seus lobos.

video

Nossas crenças determinam o grau de comprometimento que temos em cada gesto, cada olhar, cada hora de esforço, cada atitude concentrada, cada vitória e cada derrota.
Se você acredita que não exista mercado para seu produto, ou serviço, por qual razão neste mundo você dedicaria horas e mais horas, dias e mais dias, para desenvolver seu projeto e lançar algo novo para o consumidor?

Se você se dedica, é porque acredita que o mercado exista.
Se você acredita que não haja um emprego, para suas características, por que razão iria visitar empresas sob o sol escaldante ou sob a chuva, conversar com todos os conhecidos, sobre sua busca, e estudar livros e jornais, sobre sua área de atuação?
Se você procura este emprego, é porque acredita que ele exista. (…)

Como pode ver, quando acreditamos que algo não possa ser feito, ou não seja possível neste momento, simplesmente não nos esforçamos, não nos empenhamos de modo avassalador. Afinal, se não pode ser feito mesmo, então por que faríamos tanto esforço? Com isso, criamos profecias auto-realizadas, de fracasso. (…)

A chave, aqui, é entender que quando achamos que não há razão para agir, não agimos. Se não agimos, não mudamos as circunstâncias e reduzimos nossas chances de sucesso em qualquer área da vida. Por isso, temos que vencer o primeiro obstáculo, em qualquer projeto: nossa crença exagerada em nossos pontos fracos e nossa confiança pequena em nossos pontos fortes. (…)

Acreditar que uma coisa pode ser feita é essencial. Como disse Mark Victor Hansen, aquilo em que você acredita determina sua ação e sua ação determina seus resultados. Mas você tem que acreditar antes.

Esqueça os problemas, eles vão acontecer. Esqueça as dores das quedas, você vai cair. Esqueça as acusações ou ataques de outros contra você, pois você sempre será atacado. Então, se é para ter que aguentar tudo isso mesmo, pelo menos faça-o pelos motivos certos: escolha problemas que levem sua vida para um novo patamar de soluções; escolha cair enquanto sobe uma montanha que outros não têm coragem de subir; escolha ser atacado e acusado por aqueles que gostariam de estar em seu lugar, indo para onde você escolheu ir, mas que não querem se esforçar como você.

Escolha superar as dores, o cansaço e as lágrimas. Tudo isso faz parte da vida. Tudo isso fará parte da sua história de vitórias, tornando a água do lago ainda mais saborosa, quando você estiver lá. Aquilo em que você acredita determina sua ação e sua ação determina seus resultados.

(texto adaptado – Aldo Novak é consultor, coach e conferencista. Autor de “O Segredo para Realizar Seus Sonhos” – Ed. Ediouro. Acesse http://www.aldonovak.com.br/)

domingo, 9 de agosto de 2009

Curta metragem - Johnnie Walker

video

Robert Carlyle foi convidado pela BBH londrina para contar a história de Johnnie Walker, em uma espécie de curta metragem de 6 minutos de duração. Em um só take, Carlyle passeia pelos campos da Escócia enquanto fala da tradição da marca e processo de produção do whisky.

Por mais que seja um vídeo institucional trivial, gostei muito da maneira encontrada para contar a história, com elementos largados pelo meio do caminho, torna o vídeo interessante.

A Johnnie Walker utiliza a criatividade e ousadia para desenvolver as suas belas campanhas metafóricas e já está há muito tempo martelando na tradição, aprovo as mudanças do vídeo mas é fato que já estamos acostumados com as campanhas surpreendentes.

A produção é da HLA e da Glassworks, com direção de Jamie Rafn.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Twitter agora é negócio.


Milhões de pessoas utilizam o Twitter com criatividade para interagir com amigos, aumentar a rede de relacionamentos e compartilhar idéias com instantaneidade.

Agora, o Business.Twitter surge com a intenção de aproximar empresas de clientes como mais um canal de comunicação direta de marketing e até mesmo pode ser utilizada pra ações promocionais para as empresas e negócios.

Enquanto outras ferramentas como facebook, Orkut, LinkedIn, blogs e até mesmo o Twitter, envolvem pessoas em redes sociais com a liberdade para compartilhar idéias, conhecer novas pessoas, encontrar amigos e compartilhar informações, o Business.Twitter parece que não quer ficar somente nesse nicho e se tornar uma ferramenta que gera lucros para as empresas.

Um verdadeiro guia de como usar o serviço do microblog à favor dos negócios. O site oficial inclui cases e exemplos de empresas como Dell Outlet, Taste-D-Lite, Jet Blue, Pepsi, entre outros.

Saiba mais em: www.business.twitter.com/twitter101


terça-feira, 28 de julho de 2009

Preparar, apontar, fogo!

video

As teorias de livros, publicações, filósofos ou estudiosos, são muito bem vindos para fomentar nossas idéias, nos orientar e induzir a sermos cada vez mais críticos.

Na área de marketing, não é diferente, temos modelos de pessoas importantíssimas que traduzem a prática do dia-a-dia em grandes teorias. Pessoas com visão em longo prazo, que pesquisam, planejam, orientam, executam e acompanham.

Conforme Philip Kotler diz no vídeo, antigamente o marketing era visto como uma área de comunicação e que havia mais tempo para preparar, apontar e mandar fogo. Porém, hoje, as mudanças de mercado, concorrências, pressão de vendas e inúmeros fatores faz com que mandemos FOGO em tudo, para muitos projetos, sem antes nos preparar.

A estratégia é a base para uma boa ação de marketing e muitas vezes são vistas por alguns gerentes como uma perca de tempo, pois, para eles o importante é vender, é o resultado. O marketing precisa participar no início, meio e fim e muitas vezes é visto apenas como o meio.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Alimentos Orgânicos


Parque da Água Branca

Ao acordar, pensei em preparar uma comidinha leve e saudável para compensar a comilança do final de semana. Pesquisando em sites de referência, descobri a Feira do Parque da Água Branca focada na venda de alimentos orgânicos realizada semanalmente em SP.

Organizada pela Associação de Agricultura Orgânica, a feira do Parque da Água Branca é uma das mais tradicionais da cidade. Desde 1991, oferece aos paulistanos produtos orgânicos sem intermediários: a negociação é feita pelo cliente direto com os produtores. Às terças, sábados e domingos, das 7h ao meio-dia, o espaço se enche de hortaliças, frutas, temperos, laticínios e outras opções. Só pode vender quem tem certificado. A fiscalização é feita semanalmente.

Onde: Av. Francisco Matarazzo, 455, dentro do parque da Água Branca
Quando: terças, sábados e domingos
Horário: 7h ao meio-dia

Vale a pena visitar, depois vocês me contam.

terça-feira, 7 de julho de 2009

Você é um seguidor dos 5S?

Já pensou que seu parceiro de trabalho pode se incomodar com certas atitudes?
5s é a melhoria da eficiência no ambiente de trabalho, evitando que haja perda de tempo procurando por objetos perdidos. Os partidários do 5S acreditam que os benefícios de sua metodologia provêm da decisão sobre o quê deve ser mantido, onde, e como deve ser armazenado. Esta decisão faz o processo advir de um diálogo sobre padronização que gera um claro entendimento, entre os empregados, de que maneira deve ser feito, de forma também a insuflar a responsabilidade do processo em cada empregado.

Senso de utilização: Refere-se à prática de verificar todas as ferramentas e arquivos na área de trabalho e manter somente os itens essenciais para o trabalho que está sendo realizado. Tudo o mais é guardado ou descartado. Este processo conduz a uma diminuição dos obstáculos à produtividade do trabalho.

Senso de organização: Enfoca a necessidade de um espaço organizado. A organização, neste sentido, refere-se à disposição das ferramentas e equipamentos em uma ordem que permita o fluxo do trabalho. Ferramentas e equipamentos deverão ser deixados nos lugares onde serão posteriormente usados. O processo deve ser feito de forma a eliminar os movimentos desnecessários.

Senso de limpeza: Designa a necessidade de manter o mais limpo possível o espaço de trabalho. A limpeza, nas empresas japonesas, é uma atividade diária. Ao fim de cada dia de trabalho, o ambiente é limpo e tudo é recolocado em seus lugares, tornando fácil saber o que vai aonde, e saber onde está aquilo o que é essencial. O foco deste procedimento é lembrar que a limpeza deve ser parte do trabalho diário, e não uma mera atividade ocasional quando os objetos estão muito desordenados.

Senso de padronização: Refere-se à padronização das práticas de trabalho, como manter os objetos similares em locais similares. Este procedimento induz a uma prática de trabalho e a um layout padronizado.

Senso de auto-disciplina: Refere-se à manutenção e revisão dos padrões. Uma vez que os 4 Ss anteriores tenham sido estabelecidos, transformam-se numa nova maneira de trabalhar, não permitindo um regresso às antigas práticas. Entretanto, quando surge uma nova melhoria, ou uma nova ferramenta de trabalho, ou a decisão de implantação de novas práticas, pode ser aconselhável a revisão dos quatro princípios anteriores.
De uma maneira engraçada, esse vídeo mostra a utilização de etiqueta no ambiente de trabalho.

video

Postado por: Eliane Zaparoli

domingo, 21 de junho de 2009

Dicas de Max Gehringer

video

É hora de pedir demissão?

Postado por: Eliane Zaparoli

Qual o momento para pedir demissão?


Sua empresa não anda mais satisfazendo suas expectativas ? O clima já não é mais tão favorável como era no começo ? Você está se sentido mal aproveitado ou alijado das melhores oportunidades ? Quando estas e outras questões começam a vir à tona em nossas cabeças, é sinal de que está na hora de mudar de emprego. Mas como identificar e saber interpretar tais sinais a fim de se conseguir tomar a decisão certa sobre continuar no atual emprego ou voltar ao mercado ?
A especialista em Recursos Humanos Susan M. Heathfield enumerou as 10 principais razões, ou indicativos, de que é chegada a hora de mudar. São pontos bem interessantes e que dizem respeito diretamente ao dia-a-dia profissional de cada um de nós. Saber avaliar corretamente nossos interesses em relação à Empresa (e vice-versa) é tão importante quanto decidir sobre uma nova oportunidade.


As 10 razões são as seguintes:


1- A Empresa apresenta um quadro de constante decadência
Altos e baixos todas as companhias experimentam, mas se a sua Empresa não apresenta sinais de melhora e sim uma tendência a continuar caindo então comece a se mexer para mudar. Quando inicia-se a temível fase de perder clientes, negócios e consequentemente receita na maioria dos casos a falência é quase certa.

2 - Desgaste excessivo da relação com a gerência
Manter uma boa relação profissional com os superiores imediatos não é uma coisa muito simples de se fazer. Quando existem afinidades, obviamente tudo fica mais fácil mas quando existem divergências profundas quanto a pontos de vista que são peça chave para o negócio, a tendência é se criar uma cisão que se agrava com o passar dos anos até que a convivência se torne insuportável. Uma vez que acaba a relação de confiança que deve existir entre líder e colaborador, dificilmente as coisas podem voltar a serem consertadas. Portanto, para evitar maiores transtornos, o ideal é mudar.

3- Mudanças pessoais
Sua vida mudou, você agora tem família, resolveu ter filhos e a sua companhia não lhe oferece os benefícios condizentes com sua nova situação ? É hora de renegociar. Se você tiver certeza de que nada vai mudar em relação á isso, procure uma Empresa que lhe ofereça um plano de benefícios que se encaixe nas suas necessidades.


4- Valores incompatíveis com a cultura da Empresa
Toda Empresa tem seu jeito peculiar de trabalho. A este conjunto de normas, procedimentos e processos internos convencionamos chamar de "Cultura da Empresa". Se as práticas utilizadas em sua Empresa batem de frente com seus próprios valores pessoais, então procure um lugar onde os valores nos quais você acredita sejam considerados. Atualmente, as companhias comandam programas de melhoria contínua ouvindo seus funcionários a fim de proporcionar a todos um ambiente satisfatório, no entanto, se as discrepâncias forem por demais relevantes é melhor mudar de ares do que deixar este descontentamento influenciar na qualidade de seu trabalho.

5- Ah, perdeu a graça...
O principal fator que nos faz levantar da cama pela manhã e encarar mais um dia de luta é gostar do que fazemos. Quando trabalhamos em algo que gostamos, encaramos nosso trabalho não como uma obrigação mas sim como uma atividade prazeirosa. Se você deixou de sentir isso e reconhece que não existem perspectivas de mudanças no horizonte, então é hora de pegar a estrada.


6- Quando morre a ética
Sua Empresa resolveu mudar o foco, e agora costuma mentir para os clientes, roubar informações dos concorrentes ou começou a se envolver em negócios obscuros então é hora de repensar seus conceitos. Como funcionário, você representa a companhia onde quer que você vá portanto, a imagem que farão de você como profissional será, invariavelmente, a mesma que se tem de sua Empresa. Se o seu código de ética pessoal conflitar com as práticas de seu empregador, então vá jogar em outro time.


7-Mudança de comportamento
Por algum motivo seu comportamento e agora ele não se encaixa mais no perfil que a Empresa procura. Os motivos podem ser os mais variados : faltar dias demais, chegar atrasado sempre, deixar de cumprir prazos. Isto pode acontecer sem nem ao menos percebermos, quando por exemplo, problemas alheios à nossa vontade nos fazem mudar. Antes que sua reputação seja manchada, procure um novo lugar onde as cobranças se adequem ao seu perfil.

8- Desentendimentos internos
Trabalhar em equipe exige um alto nível de tolerância e respeito mútuo. No momento em que você ultrapassa estas linhas, acaba por tornar o relacionamento com seus colegas insustentável e e isso coloca em cheque todo o resultado final do trabalho. Se uma boa conversa em grupo não resolver, comece de novo em outro lugar, mas antes pense bem no que pode ser melhorado em você para que isso não volte a acontecer.


9- Stress, muito stress
Se o seu trabalho lhe toma tempo demais e começa a afetar sua vida pessoal, sua saúde e seu bem estar então está mais do que na hora de mudar. A sua saúde e sua sanidade mental são seus bens mais preciosos. Tenha em mente que você é apenas uma peça, substituível como qualquer outra e que nenhum sacrifício que fizer, por maior que seja, irá impedir que você um dia seja cortado apenas por que seu chefe resolveu fazê-lo. Trate de mudar, procurar uma oportunidade em uma Empresa que lhe proporcione condições de trabalho menos estafantes.


10 -Acabaram os desafios
A décima razão, como não podia deixar de ser, é a mais importante de todas : Você deixou de ser desafiado. Sua atividade não lhe impõe nenhuma necessidade de aprender coisas novas, você estagnou. Mexa-se ! O mercado continua em movimento lá fora, uma vez que você pára no tempo se desvaloriza e perde seu lugar ao sol. Lembre-se que subir degraus, muito mais do que uma necessidade, é um dever. Procure uma Empresa que lhe imponha novos desafios e que disponibilize a reciclagem constante de seu conhecimento.


(*)Fonte:About.com

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Glossário de marketing direto

Olá,
No dia a dia, no escritório, na reunião, na internet, pelo telefone e até em bares, em busca de Networks, usamos palavras de outras origens para valorizar nosso vocabulário. Isso, muitas vezes, apenas acontece com a intenção de mostrar sabedoria e domínio no que está dizendo.

Bom, para isso, por que não deixar alguns exemplos do que realmente significam essas palavras.

Acknowledgement: aviso ou notificação de recebimento.

Benchmarking: estratégia adotada por uma empresa que parte para o encontro de soluções através de pontos negativos e positivos dos concorrentes, observando e analisando as formas de comunicação.

Briefing: conjunto de informações sobre um determinado produto ou serviço, contendo público-alvo, histórico, estratégia, posicionamento do produto/serviço, meta desejada, desafio da comunicação, principais pontos positivos e negativos, diferenciais, observações subjetivas, entre outras, que dão base para o processo de planejamento de ações.

Broadside: peça informativa dirigida ao cliente interno/funcionário de uma empresa, também comumente chamado de colaborador, explicando a mecânica de suas atuais campanhas.

Budget: do inglês - orçamento, verba, dinheiro. “Isso está fora do meu budget” - Isso está fora do dinheiro que tenho para gastar.

Business inteligence: capacidade de análise e formatação de novas estratégias de negócios através do comportamento extraído a partir de um banco de dados.

Churn: indicador do giro da carteira de clientes durante um período. É relacionado à perda de clientes durante um período, por exemplo, um mês ou um ano. Pode ser um índice sobre a média de clientes que ainda se tem naquele mesmo período, ou seja, quantas vezes a carteira de clientes precisa girar para que ela se mantenha em um nível de circulação definido.

Cross selling (venda cruzada): venda de produtos para um “cliente da casa”, que já consomem produtos ou serviços. O cross selling não obrigatoriamente ocorre no mesmo momento da venda principal, portanto, é diferente da venda casada. .

Deadline: último prazo para qualquer serviço em qualquer fase de execução (data fatal).

E-business (negócio eletrônico): termo aplicado aos negócios resultantes do uso da tecnologia digital e da internet.

E-commerce: termo inglês que significa comércio eletrônico, ou seja, o comércio de produtos/serviços realizado através da Internet.

Fee: parte da remuneração típica entre agências e clientes. Geralmente trata-se de um valor fixo mensal, pré-negociado como pagamento do cliente à agência pelo fornecimento de um pacote mensal de serviços.

Heavy-user: consumidores de alta freqüência/volume de compra, ou principais consumidores de um determinado produto ou serviço.

Lead: prospect que respondeu a uma ação de resposta direta, indicando interesse em comprar um produto ou serviço.

Lettershop: empresa especializada que executa as atividades operacionais da manipulação da mala direta, etiquetagem e expedição. A tendência é oferecer também serviços de personalização de cartas. Também conhecida como manipuladora.

Mailing list: listagem com nomes, endereços, e-mails e outros dados adicionais que podem ser selecionados sob vários aspectos de acordo com a capacidade e/ou segmentação do banco de dados.

Self-mailer: formato de mala direta onde a peça é o seu próprio envelope.

http://www.abemd.org.br/Glossario.aspx


quarta-feira, 3 de junho de 2009

Fornecedor e cliente real

video

Imagino que relacionamento entre fornecedores e clientes, podem ter diferentes poderes de barganha e que sempre ficam no "blá blá blá" para discutir o menor preço, isso é fato.

O complicado é quando o cliente coloca o preço no trabalho (que ele acha que tem que ser), mesmo sabendo no fundo que não é o que merece, mas sim, o que ele quer pagar.

Ainda tem aqueles clientes que se "esquecem" do debriefing apresentado e quando o trabalho final é concluído, finalizado, concordado entre ambas as partes, num lindo dia, ele liga para você e pede uma "atualização" no projeto.

Isso acontece e também aconteceu comigo.

Um e-mail enorme, com várias solicitações de alterações, 2 semanas após a aprovação e entrega do trabalho finalizado.

Acredito que essa "luta" entre cliente e fornecedor nunca vai acabar.
Mas Clientes, barganhar demais, a ponto de pedir custo zero para projetos... é expertise demais né?

Por: Eliane Zaparoli Ramos

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Os culpados são os adultos!

video

Adultos imprudentes, desatentos, acelerados.

É apenas uma gravação, porém podemos nos deparar com cenas desse tipo inúmeras vezes nos nossos dias. Como podem, adultos, não perceber tal ameaça à inocência de uma criança?

Não só os adultos para com as crianças; são atos, palavras, gestos que fazemos, às vezes sem perceber, e induzimos a outras pessoas cometerem os mesmos erros.

Desatenção, pressa, rotina acelerada. Cabeça e corpo ligados no automático e mandando bala para concluir o dia.

Poderíamos nós, prestarmos mais atenção aos nossos gestos e palavras?

Certamente que sim, e inevitavelmente induzir ao certo, ao bem-estar, educação e respeito ao próximo. E porque não começar a pensar agora, no nosso dia-dia. Podemos dar mais atenção.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Surprise!

Sabe o que é mais surpreendente em ser publicitária?

Nada de rotina, tudo pra ontem e muita novidade.


20 de maio, 15h, trabalhando agitada com o fechamento do Evento Vale Folia, recebo uma ligação para uma reunião de última hora.

O Diretor e seu amigo discutindo um novo projeto. Promoção de um lutador de Jiu Jitsu.Foram 60 minutos de conversa para explicarem o Briefing. Nunca soube absolutamente NADA de luta e para conseguir informações em 24 horas, prazo para a entrega do Projeto, foi uma correria daquelas!
"Nada de sangue", "Cores vermelho, preto e prata", "Tem que ser atrativo para venda de patrocínio", "Precisa vender", "Precisa ilustrar"...blábláblá...

Por fim, em menos de 24h de trabalho, o material é concluído e mais uma peça foi para o meu portfólio.


quarta-feira, 20 de maio de 2009

Esse eu tinha que postar aqui...

Isso sim que é um dia ruim!

video

Já se depararam com aquele dia em que parece que nada vai dar certo?

Pois é, depois desse vídeo, pude perceber que a maior parte dos problemas que achava ser uma tragédia, não passam da trivial rotina.

"Se eu fosse você" - Todeschini: Utilização indevida de imagem?

http://www.todeschinisa.com.br/home/default.aspx
Por conta do sucesso do filme, a atriz Glória Pires e Toni Ramos tiveram seus personagens transformados em protagonistas de uma campanha publicitária da Todeschini.


Campanha da Todeschini lança slogan "Se eu fosse você escolheria a Todeschini", a campanha divulgou comerciais na TV, outdoors e uma página na internet.
Porém, a defesa da atriz alega que foi a Total quem autorizou o uso imagem de Glória, sem sua aprovação.

No blog da marca, a Todeschini afirma que faz parte do contrato de licenciamento firmado pela Total o uso do logotipo do filme e imagens dos personagens do filme.

O texto diz que a empresa foi surpreendida pela ação movida pela atriz, já que a Total declara em uma das cláusulas do contrato que obteve o consentimento expresso dos atores Tony Ramos e Gloria Pires para firmar o acordo.
Fonte: Folha Online

Curricullum netWORKS Trainees e Estagiários: A primeira feira virtual de empregos no Brasil.

Hoje, pesquisando sobre as novidades de mercado e networks, me deparei com um projeto pioneiro destinado para os universitários.

O Curriculum netWORKS Trainees e Estagiários, acontece de 25 de Maio a 7 de Junho e oferece grandes oportunidades de ver e ser visto no mercado de trabalho.

Nele, algumas das maiores empresas vão interagir de forma inédita com os estudantes das Universidades de todo o país. Em exclusivos stands on-line, será possível conhecer as empresas participantes e as vagas disponíveis, assim como enviar currículos e participar de chats.

É uma nova oportunidade para as Universidades interagirem com o Projeto e valorizar o network com as maiores empresas do Brasil, oferecendo mais oportunidades para os estudantes.

Aprovei a idéia.
Aparentemente tudo está sendo feito de maneira organizada e online. Acessível para todos os interessados.

E ainda, para realizar o cadastro é muito rápido e simples.

Vale a pena conferir: http://networks.curriculum.com.br

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Festa e Criatividade

Foto: André Cherri

Fazer uma Festa de Aniversário Surpresa, é muito mais interessante quando acompanha a criatividade.

Dia 9 de maio, no dia do Show do Oasis em SP, eu e grandes amigos do Dé (meu namorado e aniversariante) realizamos uma inesquecível festa surpresa, com direito a máscaras personalizadas com o rosto dele para todos os convidados.

Muitaaaaass risadas, valeu a pena!

Veja mais fotos no Flickr do fotógrafo André Cherri: http://www.flickr.com/photos/andrecherri

quarta-feira, 13 de maio de 2009

JOB - Vale Folia - 23 de maio

O meu mais recente trabalho se concretiza na Campanha do Clube de Campo Vale do Sol.
Evento tradicional na região de Ribeirão Preto que acontece dia 23 de maio.

Algumas peças posto aqui, como portifólio. A Campanha conta com um mix de materiais publicitários como: Outdoor, mala direta, flyer, camisetas promocionais, site, newsletter, peças em jornais e revistas, spot em rádio, VT comercial e materiais para PDV.
Criação e direção: Eliane Zaparoli
Criação: Rafael Fernandez

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Oasis - Anhembi - São Paulo - 09/05


Foto: Raphael Braga

Por 1 hora e 40 minutos, senti o que é estar na Arena do Anhembi em São Paulo, com 25 mil pessoas assistindo ao Show do Oasis.
Foram Fãs, gritando por todo lado, galera alegre curtindo a Quarta apresentação da banda em São Paulo.
O som do Anhembi foi bom para quem pagou R$ 400 por um ingresso VIP e ficou perto do palco. Dali para trás, as vozes de Liam e Noel sumiam sob o coro do público. A única música ouvida com clareza pela "turma do fundão" foi Supersonic.
Com muita chuva no início do show, todas as pessoas idênticas, parecendo pinguíns, rs, com capas de chuvas assistindo ao show, foi uma experiência gostosa de ter passado.
Não sou adoradora de Rock, mas me diverti.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

André Cherri - Fotografia com a alma de artista.

Fazer um trabalho fotográfico de qualidade e que atinja as expectativas de qualquer campanha, não é para quem quer, é mesmo para quem sabe.
André Cherri, em São Paulo, investe seu talento em trabalhos fotográficos que inspiram a criatividade e comprometimento com o que faz.

Fickr: http://www.flickr.com/photos/andrecherri

Curta metragem. 16mm. Direção Bruno Jorge


Os Bandidos.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Jantar de olhos vendados em SP



Apaixonada por gastronomia, fiquei encantada com essa novidade em São Paulo.


Sabe aquele clichê de que comida se come com os olhos? É mesmo bonito ver um prato bem decorado.
Ouvi da comentarista da Marcela Besson, uma experiência bastante diferente. Um jantar no escuro, de olhos vendados por quase duas horas. E o que ocorreu foi exatamente o contrário do que estamos acostumados. A falta de visão aguçou seu paladar. Um verdadeiro teste de sensibilidade.

Detalhe: segundo as psicólogas, nunca uma taça ou um prato foram quebrados. Elas acreditam que as pessoas passam a ter mais consciência dos seus movimentos e do espaço.

Como funciona: Foram doze pessoas, eram seis casais.
A experiência aconteceu no restaurante Goa, um vegetariano de São Paulo.
Comendo no escuro: Tudo é cuidadosamente explicado pelas psicólogas e as pessoas ficam em silêncio, concentradas. Existe um rapaz fazendo um delicado solo de violão. "Quando o primeiro prato chegou à mesa, tive que botar à prova meus outros sentidos, já que estava vendada. Passei algum tempo apreciando o aroma e aí, não teve jeito, voltei a ser criança e comecei a tatear a comida... O menu todo, da entrada à sobremesa, é feito justamente para isso. Entre um prato e outro, as meninas recitavam poemas de Fernando Pessoa, tocavam sininhos e ofereciam toalhinhas quentes e úmidas para limpar as mãos." explica Marcela.


Eu, fiquei encantada com essa experiência inspiradora e ainda quero ir conferir.

14 de maio: no Goa, em Pinheiros
19 de maio: no Capim Santo, nos JardinsAs psicólogas também fazem o jantar às escuras na casa das pessoas, sob encomenda.
O contato da Elis Feldman é (11) 8339-5099

T-Mobile reúne 13.500 pessoas para cantar “Hey Jude” em Londres


video

Foi emocionante quando encontrei esse vídeo e tenho certeza que vale comentar com vocês. É a propaganda do Séc. XXI influenciando cada vez mais as pessoas, não apenas uma marca ou produto.

A T-Mobile, há cerca de uma semana, convocou as pessoas para comparecem no dia 30 de abril em Trafalgar Square, em Londres. O que aconteceria não foi revelado, sabia apenas que seria mais um dos famosos flashsmobs realizados pela marca.

Dia 2 de maio a T-Mobile publicou um vídeo mostrando o que aconteceu na praça: 13.500 pessoas reunidas para cantar “Hey Jude” dos Beatles. Distribuíram microfones para as pessoas e exibiram a letra em um telão. Como se fosse um Videokê.

Provando mais uma vez que a propaganda está cada vez mais ligado as pessoas.


terça-feira, 5 de maio de 2009

Por que criar um blog?

Um espacinho no meio desse imenso mundo digital pode ser meu e de quem quiser.
Uma forma de personalizar minhas idéias e expor minhas curiosidades é o que me leva a iniciar meu primeiro blog.
Escrevo aqui o que soma e faz a difereça, em tudo o que vejo e leio.
Criei esse Blog com a razão de um armazenamento de idéias, descontração, curiosidades e dicas para tornar minha vida e carreira cada vez mais felizes.

E como uma verdadeira publicitária, também não posso deixar de realizar a divulgação dos meus trabalhos e ambições.

Afinal, aqui é um espaço que não precisa haver compreensão.

Boa música, representada por quem entende.





U2 Cover Vertigo

Formada em busca da realização de um sonho de interpretar sua banda favorita, Célio Luigi iniciou sua procura por integrantes no início de 2005 com Carlos Castilho. Após um ano com diversos testes a procura do vocalista, Alex Vox com o mesmo desejo, localizou a banda na internet em São Paulo. Foi agendado o teste e no mesmo dia a primeira formação da banda estava formatada. O repertório com 32 músicas ficou pronto e após nove meses de intensivos ensaios, duas apresentações aconteceram no ano de 2006. Em uma delas, Diego Nascimento conheceu a banda e após seis meses, mostrou interesse em fazer parte dela. Hoje, a banda está pronta com a intenção de ter vida muito longa e poder proporcionar o sentimento de paixão da música entre pessoas do bem.
Este trabalho foi o pioneiro no meu portifólio digital, desenvolvi o site do U2 Cover Vertigo inspirada na grande realização da banda e desenvolvimento profissional para mim.
Por isso, não deixem de conferir essa parceria que deu certo.