Pesquisar

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Enfrente seus lobos.

video

Nossas crenças determinam o grau de comprometimento que temos em cada gesto, cada olhar, cada hora de esforço, cada atitude concentrada, cada vitória e cada derrota.
Se você acredita que não exista mercado para seu produto, ou serviço, por qual razão neste mundo você dedicaria horas e mais horas, dias e mais dias, para desenvolver seu projeto e lançar algo novo para o consumidor?

Se você se dedica, é porque acredita que o mercado exista.
Se você acredita que não haja um emprego, para suas características, por que razão iria visitar empresas sob o sol escaldante ou sob a chuva, conversar com todos os conhecidos, sobre sua busca, e estudar livros e jornais, sobre sua área de atuação?
Se você procura este emprego, é porque acredita que ele exista. (…)

Como pode ver, quando acreditamos que algo não possa ser feito, ou não seja possível neste momento, simplesmente não nos esforçamos, não nos empenhamos de modo avassalador. Afinal, se não pode ser feito mesmo, então por que faríamos tanto esforço? Com isso, criamos profecias auto-realizadas, de fracasso. (…)

A chave, aqui, é entender que quando achamos que não há razão para agir, não agimos. Se não agimos, não mudamos as circunstâncias e reduzimos nossas chances de sucesso em qualquer área da vida. Por isso, temos que vencer o primeiro obstáculo, em qualquer projeto: nossa crença exagerada em nossos pontos fracos e nossa confiança pequena em nossos pontos fortes. (…)

Acreditar que uma coisa pode ser feita é essencial. Como disse Mark Victor Hansen, aquilo em que você acredita determina sua ação e sua ação determina seus resultados. Mas você tem que acreditar antes.

Esqueça os problemas, eles vão acontecer. Esqueça as dores das quedas, você vai cair. Esqueça as acusações ou ataques de outros contra você, pois você sempre será atacado. Então, se é para ter que aguentar tudo isso mesmo, pelo menos faça-o pelos motivos certos: escolha problemas que levem sua vida para um novo patamar de soluções; escolha cair enquanto sobe uma montanha que outros não têm coragem de subir; escolha ser atacado e acusado por aqueles que gostariam de estar em seu lugar, indo para onde você escolheu ir, mas que não querem se esforçar como você.

Escolha superar as dores, o cansaço e as lágrimas. Tudo isso faz parte da vida. Tudo isso fará parte da sua história de vitórias, tornando a água do lago ainda mais saborosa, quando você estiver lá. Aquilo em que você acredita determina sua ação e sua ação determina seus resultados.

(texto adaptado – Aldo Novak é consultor, coach e conferencista. Autor de “O Segredo para Realizar Seus Sonhos” – Ed. Ediouro. Acesse http://www.aldonovak.com.br/)

domingo, 9 de agosto de 2009

Curta metragem - Johnnie Walker

video

Robert Carlyle foi convidado pela BBH londrina para contar a história de Johnnie Walker, em uma espécie de curta metragem de 6 minutos de duração. Em um só take, Carlyle passeia pelos campos da Escócia enquanto fala da tradição da marca e processo de produção do whisky.

Por mais que seja um vídeo institucional trivial, gostei muito da maneira encontrada para contar a história, com elementos largados pelo meio do caminho, torna o vídeo interessante.

A Johnnie Walker utiliza a criatividade e ousadia para desenvolver as suas belas campanhas metafóricas e já está há muito tempo martelando na tradição, aprovo as mudanças do vídeo mas é fato que já estamos acostumados com as campanhas surpreendentes.

A produção é da HLA e da Glassworks, com direção de Jamie Rafn.